Skip to content

Em cartaz até 5 de junho: Frida Kahlo

02/05/2016
by

Neste primeiro semestre, a vida cultural em Brasília está movimentada!

Uma das atividades interessantes é a exposição “Frida Kahlo: conexões entre mulheres surrealistas no México”, que está no espaço Caixa Cultural.

Não vá pensando em ver muita Frida e pouco das amigas… É antes o contrário: há algumas obras da Frida (cerca de 15 telas, muitas em momento “selfie” – autorretrato) e várias peças (telas, fotografias, esculturas…) de suas contemporâneas.

A maioria das peças de Frida são grandes, exuberantes como ela!

Frida-Kahlo-The-Love-Embrace-of-the-Universe-The-earth-Mexico-Myself-Diego-and-Se-or-X--e1443624878726_ACHABRASILIA

Tela intitulada “O Abraço Amoroso entre o Universo, a Terra (México), Eu, o Diego, e o Sr. Xólotl” de Frida Kahlo (1949).” Fonte.

 

1439505593699_eldorado_1

Frida Kahlo no “Autorretrato con Monos”(1943). Fonte

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Autorretrato de Frida vestida de nova: “Diego en mi pensamiento” (1943).

Quanto às das colegas, confesso que algumas peças me pareceram bem sem-gracinha…

Remedios_Varo_Arquitetura_Vegetal

Tela “Arquitetura Vegetal”, de Remedios Varo (1962).

Alice Rahon - Balada Para Frida Kahlo

Tela “Balada para Frida Kahlo”, de Alice Rahon (1955-56).

Outras eu achei bem interessantes!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Autorretrato” de Rosa Rolanda (1952).

Gostei também desses trabalhos Alice Rahon (que fez telas e, depois, esculturas em arame da mesma imagem. Se não me engano, eram peças em alusão a constelações, para inspirar os figurinos de uma peça de teatro chamada Orion).

 

Há também fotos das contemporâneas de Frida, tanto dela própria quanto de personagens anônimos.

e274089e7fcb0acc003c9629da5798ee_OHOJE

Detalhe de foto de Frida pintando a obra “Diego en mi pensamiento”.

Mesmo com esses altos e baixos da exposição, acho que a costura didática que os curadores propõem entre os trabalhos de todas essas artistas é interessante!

Ao final, há algumas peças de vestimenta típica de regiões do México fazendo alusão às vestimentas que Frida gostava de usar. No entanto, nenhuma dessas peças foi pessoalmente dela.

materia_exposicao_frida_2_REVISTA_BRASILIA

Trajes típicos. Fonte.

Minha única crítica é com relação ao espaço (que é muito pequeno para a exposição, que ocupa apenas algumas salas do térreo da CaixaCultural): os painéis onde ficaram penduradas as obras ficavam num zigue-zague, quase uns em cima dos outros). Apesar do número de visitantes controlado, acho que as obras mereciam uma exposição mais “arejada”, com mais espaço para as peças.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O espaço expositivo da Caixa Cultural não é muito amplo

A exposição, organizada pelo Instituto Tomie Ohtake, começou em São Paulo e fica em Brasília até 5 de junho. A visitação é gratuita, mas exige agendamento prévio via internet. Eu nunca tinha visto isso!!

No início, achei muito esquisito (cheguei a pensar que, em algum momento, o ingresso seria cobrado de modo sorrateiro!), mas, depois, achei ótimo! Os visitantes são divididos de modo que, a cada 2 horas, entra um novo grupo (o visitante não precisa chegar precisamente no horário; ele tem essa janela de tempo de 2 horas para entrar. Mas, uma vez lá dentro, o visitante pode ficar quanto tempo quiser). Assim, quem está lá dentro consegue circular, tirar foto das obras, sem ter que se estapear com os demais visitantes para ver as obras de pertinho!!
E, além disso, a gente pode agendar para visitar mais de uma vez (desde que ainda haja vagas!). Acho que seria uma boa ideia para outras exposições.

As atividades em torno desta exposição incluem também exibição de filmes sobre as artistas. Não consegui assistir a nenhum em razão do horário… mas acho que deve ser um excelente complemento à exposição propriamente dita!

Em tempo: Depois de agendar, é preciso imprimir (ou levar no celular/tablet) o ingresso. A pessoa só entra quando o porteiro passa a maquininha que reconhece o QR code do ingresso!

Serviço:
Exposição Frida Kahlo – Conexões entre mulheres surrealistas no México

Caixa Cultural (Setor Bancário Sul – Quadra 4 – Lotes 3/4 – Asa Sul – Brasília – DF)
Telefone: (61) 3206-9448 e 3206-9449

Horários: até 5 de junho, de terça a domingo, das 9h às 20h.
Ingressos: Gratuitos (mas o pré-agendamento via internet é obrigatório).

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: